quarta-feira, 12 de abril de 2017

Indignação de um Consumidor


O post de hoje é o relato indignado do consumidor Saulo Marques, Médico, RJ, que encontra - se bastante decepcionado com a Seguradora Porto Seguro Ltda, CNPJ nº 61.198.164/0001-60, pois através do contrato de seguro firmado com a fornecedora, comunicou o sinistro e assim foi acionado o seguro MOTO nº 531201736452. Desta forma, foi realizado o Laudo de Socorro acompanhado pelo segurado em 01/02/2017 e até a presente data não houve o devido reparo da MOTO que encontra-se na DISTAC Veículos Ltda localizada na rua das Laranjeiras, 291, Laranjeiras, RJ.


Ocorre que após 2 mês na DISTAC, o consumidor entrou em contato com a mesma e foi informado pelo chefe da oficina que a MOTO aguarda a liberação e envio das peças para o reparo das partes avariadas por parte da Seguradora Porto Seguro.  


Desta forma, desrespeitando a relação de consumo, o contrato firmado entre as partes e estando em desacordo com o Código de Defesa do Consumidor, deverá a Porto Seguro Ltda representada pela DISTAC Veículos Ltda, cumprir conforme determinado no artigo 18 do CDC, que versa:

Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.

§ 1° Não sendo o vício sanado no prazo máximo de trinta dias, pode o consumidor exigir, alternativamente e à sua escolha:

II - a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos. (grifo nosso)


O consumidor em busca do seu direito, na exigência do cumprimento do artigo supramencionado e na escolha baseada na falta de confiança do consumidor com a Seguradora e sua representante, requer a restituição do valor pago integralmente na MOTO de sua propriedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário